domingo, 1 de junho de 2014

CRIANÇA


Criança que despontas para a vida,
Entre sol, vento, noite e dia.
Não embaraces a tua caminhada,
Nem olhes para trás na tua via.

 
Caminha sempre em frente, frente olhar firme, passo sereno.
Tu como ser também és gente, e tens direito ao teu terreno.

 
Ao ouvires os ventos agrestes, que sinistros pela noite cantam
Não corras por caminhos tortuosos, nem fixes ilusões que em ti dançam.

 
Sê sempre criança de verdade,
Em tudo que na vida fizeres,
Enfrenta sempre a realidade
Mesmo que de mal na vida tiveres.

 
Não deixes que em ti se apague,
O cristalino brilho do teu olhar.
Nem que maldosamente te tirem,
O bem que em ti despontara!


DIOGO_MAR

Sem comentários:

Enviar um comentário